Prevenção é Saúde e Estilo de Vida / by Joaquim Ferrari

  É nítida a melhora da qualidade de vida de uma pessoa que pratica corrida. Cada vez mais a ciência vem mostrando que atividades físicas, um pouco mais intensas, aumentam a expectativa de vida e trazem mais saúde ao dia a dia. Respeitando os limites e condicionamento do corpo, a corrida se mostra bem-vinda em qualquer idade. Sabe-se que as mudanças do corpo com o envelhecimento também vêm acompanhadas de alterações em seu padrão de movimento. Os passos ficam mais curtos, a coluna mais curvada, e a eficiência da caminhada diminui, ou seja, a pessoa gasta mais energia para andar do que alguém mais jovem. Porém, pesquisadores da Universidade do Colorado, nos EUA, descobriram que alguns idosos andam da mesma forma que jovens, com o mesmo gasto de energia. A peculiaridade desses idosos com melhor eficiência de energia é que eles são corredores. Os resultados mostraram que os corredores gastavam menos energia para andar (sendo a mesma quantidade de energia que um jovem sedentário gasta), davam passos de comprimento maior e tinham melhor coordenação nos movimentos. Independentemente da idade, da época do ano ou do momento de vida, nunca é tarde para começar a correr. Quando feita em grupo então, muito melhor! Informação científica: portal da EF  

 

É nítida a melhora da qualidade de vida de uma pessoa que pratica corrida. Cada vez mais a ciência vem mostrando que atividades físicas, um pouco mais intensas, aumentam a expectativa de vida e trazem mais saúde ao dia a dia. Respeitando os limites e condicionamento do corpo, a corrida se mostra bem-vinda em qualquer idade.

Sabe-se que as mudanças do corpo com o envelhecimento também vêm acompanhadas de alterações em seu padrão de movimento. Os passos ficam mais curtos, a coluna mais curvada, e a eficiência da caminhada diminui, ou seja, a pessoa gasta mais energia para andar do que alguém mais jovem. Porém, pesquisadores da Universidade do Colorado, nos EUA, descobriram que alguns idosos andam da mesma forma que jovens, com o mesmo gasto de energia. A peculiaridade desses idosos com melhor eficiência de energia é que eles são corredores.

Os resultados mostraram que os corredores gastavam menos energia para andar (sendo a mesma quantidade de energia que um jovem sedentário gasta), davam passos de comprimento maior e tinham melhor coordenação nos movimentos.

Independentemente da idade, da época do ano ou do momento de vida, nunca é tarde para começar a correr. Quando feita em grupo então, muito melhor!

Informação científica: portal da EF